Arquivos

Categorias

Home » Áreas do Direito, Comunicação Social, Curiosidades Jurídicas, Direito Educacional, Notícias

Democracia:Realmente temos o poder de decisão sobre nós mesmos?

25 outubro 2010 No Comment

Sabemos que é democracia?

Resposta:É o Governo do povo. A soberania popular.

Sabemos o que é soberania?

Resposta:É o valor máximo de autoridade, ou seja, uma autoridade suprema que não possui nenhum poder acima dela.

Sabemos o que é popular?

Resposta:Algo que é do povo.

Sabemos o que é povo?

Resposta: Somos nós.

 
Vale lembrar que na democracia, o poder é distribuído igualmente. No nosso caso é em dividido em 3 (Legislativo, Executivo e Judiciário).

Concluindo, democracia é a distribuição igual do poder onde nós, o povo, somos soberanos e temos a autoridade máxima na decisão dos rumos de nosso país.

 
Realmente vivemos numa democracia?

O poder é igualmente dividido?

Só existem 3 poderes? Realmente decidimos os rumos de nosso país?

A Constituição que é a base da nossa democracia, já que nós demos o poder para nossos representantes criarem regras para manter nossa ordem e progresso, atende a todos?

As Leis asseguram os direitos de todos?

Não existem diferenças em que alguns, mesmo sendo “povo”, tem mais poderes que os outros?

Realmente temos o poder de decisão sobre nós mesmos?

Até para votar, que era pra ser um ato democrático, somos obrigados a fazer.

As obrigações que não vem da própria consciência ou da necessidade para manutenção da integridade do homem perante a vida em sociedade, acabam sendo antidemocráticas.

Se você é um cidadão e sabe que sua escolha faz parte do seu poder como integrante da população, você vai lá e vota.

Não precisa ser obrigado a fazer isso.

O voto obrigatório, além de ser antidemocrático, acaba prejudicando a melhor ocupação dos cargos, pois muita gente desenformada acaba votado sem consciência pelo simples fato de ser obrigada a votar.

No nosso país “democrático”, você também é obrigado a servir nas eleições como mesário ou fiscal. O problema não é ser mesário ou fiscal, que é um trabalho importante para o país. A questão é ser obrigado a fazer isso.

Se perguntassem ao cidadão consciente se ele gostaria de servir a nação trabalhando nas eleições, ele o aceitaria por saber da importância. Agora obrigar alguém a algo que ele não queira ou não tenha capacidade de fazer, é uma violência, é antidemocrático.

E sobre o alistamento obrigatório do Exército? Ser obrigado a participar de uma instituição militar? Todos nós sabemos que existem pessoas que adorariam seguir carreira militar, mas também existem pessoas, como eu, que repudiam a vida militar, as idéias militares e as ações militares. É democrático eu ser obrigado a participar de algo que eu repudio? É democrático boa parte dos documentos necessários para a vida na sociedade só poderem ser retirados após a sua “prestação de contas” com a nação?

Realmente vivemos numa democracia?
“Toda obrigação é uma proibição”
P. Greko

 

Fonte  cmi Brasil- Centro de Mídia Independente- 2002
http://www.midiaindependente.org/pt/blue/
Imagem pesquisa google
Publicação e adaptação de Valéria Reani

Comments are closed.