Arquivos

Categorias

Home » Áreas do Direito, Destaques

DIREITO AUTORAL: Escritor chinês reivindica direitos autorais do filme “Avatar”

8 março 2010 No Comment

Direito Autoral: Escritor chinês reivindica direitos autorais do filme “Avatar”

Por Valéria Reani

O filme “Avatar”, que continua despertando paixões na China, agora é alvo de processo no tribunal de Pequim após um escritor chinês reivindicar direitos autorais pelo filme, alegando que uma produção hollywoodiana plagiou de seu livro O Nome da Cordilheira “Aleluia”.

Segundo o jornal “Xin Beijing”, o escritor Zhou Shaomou acusou nenhum tribunal de Pequim o diretor do filme, o canadense James Cameron, de plagiar seu livro. Pelo caso, o escritor pede 8% dos lucros globais do filme.

Zhou Diz que escreveu “Tale of the Crows Blue” em 1997 e nunca chegou a publicá-lo, mas em 1999 Decidiu divulgar a obra na internet e foi quando a história foi plagiada.

Ele afirma que 80% do conteúdo do filme é igual ao de seu livro e, por isso, pede uma suspensão imediata da projeção de “Avatar”.

O tribunal de Pequim, por sua vez, afirma que os documentos nos Quais se baseia o escritor chinês estão incompletos.

A produtora 20th Century Fox International China, distribuidora do filme, respondeu às Acusações e alegou que a história do filme foi escrita muito antes de 1999, ano quando Zhou publicou sua obra na Internet.

No filme, vários espectadores chineses encontraram semelhanças com a realidade do País, lembrando as expropriações e despejos de inquilinos à força que o governo chinês impõe contra os camponeses.

A imprensa chinesa afirma que o diretor se inspirou “na Cordilheira Criar para Qiankunzhu como montanhas flutuantes” Aleluia “ver, após as imagens dos fotógrafos de Hollywood que, em 2008, foram ao país para fotografa-las durante quatro dias.

O filme “Avatar” se Tornou o maior sucesso de bilheteria da história da China e no mundo, mas os altos custos do filme não foram suficientes para o Oscar de Melhor Filme, por ontem vencido “Guerra ao Terror”, de Kathryn Bigelow.

“Avatar” acabou levando apenas três Estatuetas de categorias técnicas: direção de arte, efeitos visuais e fotografia.

Um plágio é pouco! Novas Acusações de plágio recaíram sobre o cineasta canadense James Cameron por conta do filme Avatar. Depois de rumores de que o diretor teria se inspirado em um livro de 1957 Para produzir o épico em 3D, estranhas surgem semelhanças entre o longa e uma série de romances escritos por dois autores Soviéticos na metade dos anos 1960.

Segundo reportagem do jornal britânico Daily Telegraph, traz Avatar similaridades com trechos de Universo Noon, dos autores Arkady e Boris Strugatsky. Pandora, o planeta místico que aparece nenhum filme de Cameron, aparece também no romance – que se passa Igualmente no século XXII.

Para completar, o nome dos habitantes das duas Pandoras é parecido. Em Avatar, eles se chamam Na vi?. No livro de Arkady e Strugatsky, são tratados como Nave. “Os Na?? Vi são sem sombra de dúvida uma alusão aos Nave”, escreveu o jornalista Dmitry Bykov em um artigo do jornal russo Novaya Gazeta.

Fonte. Jornal Uol

Publicado por Valéria Reani

 

Comments are closed.