Arquivos

Categorias

Home » Áreas do Direito, Destaques, Direito Educacional, Notícias

Estudantes enfrentam dificuldades para conseguir diploma

14 outubro 2010 No Comment

A lei não estabelece um prazo para a liberação do documento, e algumas faculdades cobram o custo dos alunos.

Depois de realizar o sonho de se formar numa faculdade, muitos brasileiros estão enfrentando uma longa espera para conseguir o diploma.

Foram quatro anos de faculdade. Já são quase três à espera do diploma, desde que Ana se formou em administração no final de 2007.

Num e-mail enviado em julho, a instituição diz que o registro do diploma custa R$ 90. Se a faculdade pagar a despesa, o documento fica pronto em oito a dez meses. Se a aluna bancar, o prazo é de três a quatro meses.

O que deixou Ana mais indignada foi a explicação para o atraso: “Eles alegaram que é a demanda de alunos, que eles não conseguiram dar conta da emissão dos diplomas”, conta.

O sindicato que reúne as escolas particulares desconhece os atrasos, mas promete ajudar: “A primeira coisa que nós vamos fazer é reunir as entidades mantenedoras de todos aqueles que são responsável pelo registro de diploma e saber aonde está o”, disse o Diretor Jurídico do SEMESP, José Roberto Covac.

De acordo com o Ministério da Educação, só universidades e centros universitários podem emitir diplomas. As faculdades dependem de universidades credenciadas pelo MEC para fazer esse registro. E atenção: só cursos reconhecidos pelo MEC recebem diploma. A lei não estabelece um prazo para a emissão do certificado.

A demora na entrega do diploma fez muitos alunos recorrem à justiça. E várias queixas chegaram ao Ministério Público Federal em São Paulo. Os procuradores pretendem ajudar o Ministério da Educação a criar uma norma que imponha às faculdades um prazo na entrega dos diplomas.

“Enquanto essa regulamentação não sai, o Ministério Público pode expedir recomendações, pode fazer acordos, termos de ajustamento de conduta”, disse o procurador da República Sérgio Suiama.

Apesar de formada em contabilidade há mais dois anos, Maria Vanusa continua trabalhando como auxiliar: “Já perdi várias oportunidades de emprego. Já cheguei a estar com emprego praticamente arrumado na hora de apresentar a carteira do Conselho Regional de Contabilidade, e eu não ter por falta do diploma,que eu só posso tirar com o diploma na mão”, conta.

Fonte Globo.com de 14/10/2010

Imagem pesquisa google

Publicação e adaptação de texto por Dra. Valéria Reani
 

Comments are closed.