Arquivos

Categorias

Home » Áreas do Direito, Comunicação Social, Destaques, Direito do Consumidor, Notícias

Carros que não passarem pelo recall ficarão registrados no Denatran

14 outubro 2010 No Comment

A recusa em fazer a manutenção gratuita vai constar no Renavam. A partir de novembro, na hora de comprar ou vender um veículo, o consumidor poderá consultar a situação dele e, assim como aparecem as multas, vai aparecer também se há recall pendente.

Ignorar recall desvaloriza veículos

 

A partir de agora, veículos que forem convocados para fazer um recall nas montadoras e não comparecerem ficarão desvalorizados. A recusa em passar pela manutenção gratuita vai constar no Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), assim como as multas e os atrasos no pagamento do IPVA.

Segundo o departamento de Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça, 45% dos proprietários de carros convocados para o recall não apareceram nas concessionárias. Em casos de venda, o comprador pode submeter o veículo ao recall ou até desistir da compra.
Concessionárias que comercializam carros usados vão ter que ficar atentas ao histórico de cada um. Quem ganha é o consumidor, que terá mais garantias. Para conferir a situação do veículo, proprietários poderão fazer a consulta no site do Denatran a partir de 1º de novembro.
Carros que não passarem pelo recall ficarão registrados no Denatran

 

Quatro em cada dez motoristas brasileiros chamados pela indústria para trocar peças defeituosas do carro não aparece, mas, a partir do mês que vem, essa falta vai ficar registrada nas informações do veículo.

Pouco tempo depois de comprar o carro, a fazendeira Violanta Cardoso teve de voltar à concessionária. A fábrica anunciou que havia um problema no tapete, que tinha de ser trocado.

“O rapaz da concessionária explicou que o tapete podia escorregar pro acelerador e causar um acidente. Não frear na hora que precisasse”.

Toda vez que um produto apresenta um defeito de fabricação que seja perigoso, a indústria é obrigada a chamar os consumidores de volta para resolver o problema de graça. É o que as fábricas chamam de recall.

O anúncio é feito pelo rádio, TV, jornais e revistas, mas muitos consumidores não atendem ao chamado. No setor automobilístico, a cada recall, até 40% dos motoristas não comparecem.

A partir de novembro, os carros que não passarem pelo recall ficarão registrados no sistema do Denatran, o Departamento Nacional de Trânsito. Na hora de comprar ou vender um veículo, o consumidor poderá consultar a situação dele e, assim como aparecem as multas, vai aparecer também se há recall pendente.

“O futuro comprador pode, ao comprar o veículo, submetê-lo ao recall ou mesmo desistir da compra daquele veículo. Isso, de maneira indireta, fará com que os consumidores fiquem mais atentos à necessidade de maneira mais rápida possível realizar esse recall”, afirmou o ministro da Justiça, Luis Paulo Barreto.

O especialista em trânsito Artur Morais reforça a importância de atender ao recall. “O consumidor pode estar, sim, correndo risco muito grande ao transitar com o veículo. Então ele deve fazer o recall com certeza. Mesmo que seja uma peça que pareça ser insignificante”.
 

Fonte EPTV.com e Jornal Nacional última edição de 14/10/2010
Imagem google
Publicação Dra. Valéria Reani
 

Comments are closed.