Arquivos

Categorias

Home » Notícias

MULHER:Instituto da Mulher em Campinas

22 julho 2010 No Comment

Campinas recebe R$ 5,3 mi para construir o Instituto da Mulher

O Ministério da Saúde acaba de liberar o financiamento para a construção do Instituto da Saúde da Mulher de Campinas no valor de R$ 5.363.820,00 milhões. A unidade, que visa ampliar, organizar, qualificar, hierarquizar e humanizar o atendimento da mulher no Município, foi conquistada mediante importante empenho do prefeito Hélio de Oliveira Santos junto ao Governo Federal e ao ministro da Saúde José Gomes Temporão.

O Instituto será construído numa área de 2 mil metros quadrados ao lado do Hospital Municipal Mário Gatti, na bifurcação entre as avenidas Amoreiras e Faria Lima. O projeto e a planta da unidade já estão concluídos e, agora, a Prefeitura vai dar início à licitação. A previsão é que as obras sejam iniciadas no primeiro semestre de 2011 e que a unidade esteja concluída em um ano e meio.

No Instituto da Mulher vão ser congregadas áreas da saúde da mulher com alguns serviços como planejamento familiar, ambulatório de mastologia, ambulatório de patologia cervical (câncer de colo de útero), cirurgia ginecológica, ambulatório de urologia ginecológica, violência contra a mulher, ambulatório de endocrinologia em menopausa, posto de coleta de leite humano, sexologia, fisioterapia voltada à área da mulher e acupuntura. A unidade também vai abrigar um Centro Cirúrgico tipo Hospital Dia para cirurgias de pequeno porte.

Estas áreas vão dar todo respaldo para a atenção básica em relação às questões que não podem ser solucionadas nos Centros de Saúde e que hoje são encaminhadas para o Hospital Celso Pierro e Caism/Unicamp.

O Instituto vai permitir maior agilidade e qualificação no atendimento. Vai haver espaço para programas de atenção lúdica e de promoção à saúde que serão modelo para serem aplicados na atenção básica.

Esta unidade não vai se ater apenas às questões da saúde da mulher. Mas vai contemplar a mulher na sua integralidade, principalmente contemplando as questões de cidadania. Isto significa que, no local, a mulher vai poder se informar sobre os vários programas já existentes no Município como geração de renda, banco da mulher, coordenadoria da mulher, assistência jurídica, habitação, delegacia da mulher e procurar o local onde o programa é executado para que possa se inserir nele quando tiver interesse.

A estimativa é que 50% da população de 552.766 mulheres campineiras sejam atendida na rede básica de saúde, que está fundamentada no Programa de Saúde da Família e possui 141 equipes do PSF distribuídas pelas 63 unidades básicas ou Centros de Saúde.

Estes serviços geram 18 mil consultas anuais para as áreas de especialidades da saúde da mulher implantadas na rede municipal de saúde: patologia cervical; mastologia; planejamento familiar; pré-natal de alto risco; violência sexual; e banco de leite humano. Estes serviços funcionam em policlínicas, de forma descentralizada.

As demais necessidades em especialidades são atendidas por meio do Centro de Atenção Integral a Saúde da Mulher (CAISM), da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), e do Hospital e Maternidade Celso Pierro, da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCC).

Fonte: Prefeitura de Campinas – Depto. de Comunicação

Comments are closed.