Arquivos

Categorias

Home » Notícias

NOTÍCIA- Eleições OAB/SP 2009

18 novembro 2009 No Comment

Situação e oposição anunciam vitória em São Paulo

Revista Consultor Jurídico, 17 de novembro de 2009

O presidente da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil, Luiz Flávio Borges D’Urso anunciou que praticamente garantiu sua reeleição na noite desta terça-feira. Por volta de 22h, apuradas 203 seções eleitorais em todo o estado, o atual presidente somava 52.518 votos contra 45.630 do principal candidato de oposição, Rui Celso Fragoso. Os votos das urnas que ainda faltam ser apuradas não seriam suficientes para tirar a diferença que separa os dois candidatos. “Ainda não estou comemorando vitória, mas o quadro é extremamente favorável”, declarou à ConJur o candidato Luiz Flávio D’Urso.

Às 23h55 foi a vez da principal chapa oposicionista, a de Rui Celso Fragoso anunciar sua vitória. Segundo sua assessoria, a central de computação montada por seu comitê, apuradas até o momento 100% dos votos da Capital e 116 das 223 subsecções do interior, concluiu estar à frente de D’Urso com 2.200 votos de diferença (leia a íntegra da Nota da chapa ao pé do texto). O anúncio antecipado da vitória tem o efeito de desmobilizar os fiscais adversários e costuma ser usado com essa finalidade.

Ainda segundo a assessoria de D’Urso, o resultado oficial da votação nas 220 urnas da Capital aponta uma vitória do candidato de oposição Rui Celso Fragoso. Segundo a fonte, Fragosoo bteve 17.696 votos (36,62%), D’Urso 15.755 (32,60%), Hermes Barbosa 5.260 (10,88%) e Leandro Pinto 4.554 (9,42%).

O resultado oficial só será divulgado nesta quinta-feira (19/11). Os concorrentes solicitaram à comissão eleitoral que a totalização só seja feita quando todos os boletins do interior chegarem à Capital. Os comitês, contudo, com dados repassados por seus fiscais fazem sua apuração paralela.

As eleições na OAB-SP mobilizaram um colégio de eleitores de cerca de 186 mil advogados adimplentes em um universo de 217 mil ativos e 295 mil  advogados inscritos na seccional, a maior do país. A votação, entre as 9h e 18h, transcorreu em clima de tranquilidade. D’Urso sustentou o favoritismo para permanecer no cargo para um terceiro mandato consecutivo durante quase toda a campanha, mas na reta final perdeu terreno — informação que se confirmou com o resultado apertado que se insinua. Quatro chapas concorreram à presidência da OAB-SP pelo triênio 2010/2013. Elas são encabeçadas pelo atual presidente da entidade, Luiz Flávio Borges D”Urso, e pelos advogados Leandro Donizete Pinto, Raimundo Hermes Barbosa e Rui Celso Reali Fragoso.

A eventual chapa vencedora é composta por Luiz Flávio Borges D’Urso (presidente), Marcos da Costa (vice-presidente), Sidney Uliris Bortolato Alves (secretário-geral),Clemência Beatriz Wolthers (secretário-geral adjunto) e José Maria Dias Neto (tesoureiro).

Candidato pela segunda vez à reeleição, D”Urso votou às 11 horas na subsecção de Santana. O candidato Raimundo Hermes Barbosa votou pela manhã na subsecção de Guarulhos. O candidato Leandro Donizete Pinto votou cedo nas Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Ao meio-dia, o candidato Rui Fragoso votou no mesmo local, segundo informações do portal Estadão.

Compareceram também às urnas políticos e intelectuais associados a OAB-SP, entre eles o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos e o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, além do reitor da (USP), João Grandino Rodas.

Leia a Nota divulgada pela Chapa “Em Defesa da Advocacia”:

“Candidato da oposição à presidência da OAB-SP, Rui Fragoso desmente o resultado transmitido pelo candidato da situação

A Central de computação montada no comitê de Rui Fragoso apurou até o momento 100% dos votos da seccional São Paulo e 116 das 223 subsecções do interior e o resultado garante 2200 votos de diferença em favor do candidato da chapa “Em Defesa da Advocacia.

Desta forma, o advogado Rui Fragoso acredita numa diferença expressiva e repudia a apuração que está sendo divulgada pelo candidato da situação.

Rui Fragoso espera que as eleições para a escolha do próximo candidato à presidência da OAB-SP que transcorreram dentro dos padrões de cidadania e de ordem publica também reproduzam com fidelidade o resultado oficial das urnas sob a responsabilidade da OAB-SP mantendo desta forma a tradição de licitude da apuração da seccional São Paulo.”

Publicação feita pela Mantenedora deste site Valéria Reani

 

Comments are closed.