Arquivos

Categorias

Home » Advocacia, Advocacia Empresarial, Áreas do Direito, Destaques, Direito do Trabalho

Superando a Procrastinação

6 outubro 2010 No Comment

Quando nos deparamos com uma tarefa difícil, muitas vezes nos sentimos como se precisássemos mover uma montanha.

Quando mais se olha para a montanha de coisas a serem executadas, mais complicada a tarefa parece ser. Nessa situação é fácil começar a procrastinar encontrando outras coisas para fazer.
 
Segundo o dicionário Aurélio, procrastinar é “transferir para outro dia; adiar; delongar, demorar”.
 
A procrastinação é um dos maiores obstáculos que devem ser superados para que seus sonhos se realizem.
Todos nós fazemos isso nas nossas vidas. O problema começa a aparecer quando começamos a acumular muita coisa para fazer e não temos mais tempo para fazê-las ou simplesmente decidimos não fazer mais.
 
Nem é necessário comentar que as conseqüências podem ser desastrosas, concorda?
Quando se analisa uma tarefa complexa em sua completude, é muito fácil se sentir paralisado pela grande quantia de trabalho que ela demandará. Sua mente começa a lhe dizer “é impossível!” e você cai em uma espiral de negatividade
 
O segredo para superá-lo é parar de olhar para o topo da montanha e começar a olhar para a sua base.
 
Para superar essa paralisia é preciso mudar o foco de sua observação e para de pensar no todo da tarefa. Ao invés disso, o ideal é manter a  concentração em algo possível ser  alcançado, em um objetivo menor.
 
Vejamos quais são as principais causas:
 
Existem vários fatores que influenciam muito na nossa “decisão” de procrastinar e a maioria desses fatores são psicológicos e/ou físicos. Veja alguns exemplos:
– Ter que realizar uma atividade considerada “chata”;
– Falta de cobrança por parte de quem solicita a atividade
– Estresse;
– Medo de falhar;
– Superestimar o tempo para completar a atividade;
– Super-produtividade;
– Tome consciência da necessidade;
– Divida o problema;
– Estabeleça prazos;
– Utilize ferramentas que ajudem no processo;
– Domine-se;
– Estipule recompensas;
 
Ser super-produtivo apode atrapalhar?
Se imagine numa situação que você começa a se destacar dentre a sua equipe devido ao fato de você ser muito mais produtivo que os outros.
Alguns chefes iriam passar a encará-lo como um concorrente (e uma ameaça) ao seu posto de chefe e poderiam até demiti-lo.
Isso sem falar nos casos em que o chefe toma o super-produtivo por base e começa a cobrar muito mais do resto da equipe, as vezes mais do que muitos outros bons funcionários podem suportar.
Por esses e outros motivos, algumas pessoas decidem por procrastinar.

Como evitar?

 – Pare de pensar na grandiosidade da tarefa que você deve concluir;
– Concentre-se em um pequeno componente dessa tarefa que você sabe que pode alcançar;
– Pergunte-se “Será que eu consigo trabalhar por uma hora sem me distrair?”;
– Esqueça tudo e trabalhe por uma hora sem se distrair;
– No final dessa hora, repita a pergunta do passo 3;
– Escale a sua montanha uma hora de cada vez;
– Sinta a incrível alegria de ter realizado uma tarefa difícil;
 
No entanto, evitar não é tarefa fácil! Mas, sabendo quais são as possíveis causas, quero te munir com algumas dicas para que você consiga lutar contra esse hábito que atrapalha tanto nossa produtividade no dia-a-dia.

 Para você ser mais produtivo em sua vida

A promessa de um mundo conectado e em tempo real sempre envolveu o paradigma de profissionais super produtivos, imersos numa era onde o conhecimento circularia livremente e todos estaríamos continuamente nos aprimorando.

Justiça seja feita, muitas das promessas tornaram-se realidade. Empresas evoluíram ao ponto de ser mais do que comum realizarmos treinamentos e reuniões via vídeo conferência. Celulares hoje são como escritórios completos com email e planilhas de custos sempre na palma da mão.

No entanto, essa nova era ajudou a criar (ou estimular) um mal que deixa muitos profissionais flutuando em um mar de informações sem sentido, prazos vencidos e metas esquecidas: a procrastinação. Traduzida livremente, a palavra representa todas as armadilhas que criamos para nós mesmos na hora de empurrar com a barriga aquela pós-graduação que precisa ser feita, a entrega do projeto no prazo, o compromisso agendado com o cônjuge.

Focando no lado profissional, a procrastinação pode até mesmo arruinar carreiras promissoras e relegar ao segundo plano operacional, talentos que com certeza despontariam na vida.

Atenção!

1. Quantifique – O primeiro passo é mensurar seu atraso ou motivos para esses atrasos. Quantos relatórios tem para entregar? Quantas pessoas tem que atender? Com quais membros da família você está mais em falta em função do trabalho?Faça uma lista da situação anotando os detalhes de cada uma das missões que pretende enfrentar;

2. Priorize – Lista pronta? Agora atribua prioridades a cada um desses itens.  Lembre-se: quando tudo é urgente, nada é urgente. Então, crie três classificações, ou mais, de acordo com suas necessidades. O importante é ter uma escala de mais urgente para menos urgente.

3. Estabeleça metas e tarefas: Cada item de sua lista inicial deve ser dividido em tarefas necessárias para sua conclusão. Vamos dar um exemplo. Se você quer iniciar sua pós-graduação, precisa de: a) documentação; b) lista de instituições que tem cursos do seu interesse; c) ir até a escolhida para fazer inscrição. Os itens a, b e c serão tarefas para o primeiro item de sua lista. A meta é, por exemplo, realizar pelo menos uma das tarefas por dia.

4. Desligue estímulos para gerar foco: Com tantas músicas para ouvir em seu player de mp3, com tantos sites de notícias para serem lidos, com tantos filmes para serem vistos, algumas pessoas simplesmente não conseguem manter o foco. Nesses casos, concentre-se primeiro em “desligar” esses estímulos um a um. Se estivermos falando de um trabalho a ser desenvolvido direto no computador, vale até mesmo desconectar-se da web temporariamente para fechar aquele relatório que está com o prazo vencido.

5. Descubra seu horário mais produtivo: com menos estilos a competir por sua atenção, fica mais fácil descobrir em que momentos do dia você é mais produtivo. Pessoas com alto índice de desempenho pela manhã, podem preferir concentrar suas atividades intelectuais entre 8h e 12h e deixar o restante do dia para reuniões e telefonemas. Da mesma forma, quem é mais “noturno”, vai trabalhar intensamente após as 17h.

6. Dê um passo de cada vez: Vale o lembrete: de nada adianta tentar fazer todas as tarefas num dia só, ou numa jornada, num mutirão. Vencer a procrastinação é um exercício de disciplina. Dê um passo de cada vez e dê passos todos os dias.

7. Crie pequenas recompensas ao longo do trajeto: A cada tarefa completada, ou a cada item em sua lista alcançado, não deixe de se “presentear”. A pequena recompensa pode ser uma pequena pausa no trabalho para tomar um café, uma noite de sono de 10 horas para repor as energias ou um cinema no meio da semana para quebrar a rotina, um delicioso namoro com sua esposa. Jamais esqueça suas promessas a ela!

8. Planeje ciclos para manter-se sempre produtivo: Para não ficar refém de sua própria programação, crie “Ciclos de Resolução”. Ou seja, resolva cada conjunto de itens antes de passar para o próximo. E vá vivendo uma conquista de cada vez. Vai sentir-se orgulhoso do resultado! Acredite!

9. Aprenda com cada ciclo e planeje o próximo: Para cada ciclo completado, reflita por alguns dias e aproveita para refinar suas prioridades e técnicas de trabalho. Acabar com a procrastinação é um ato contínuo que envolve disciplina e foco nas tarefas diárias.

10. Compartilhe seu fardo: Vale muito você dividir um pouco de suas dúvidas nesse momento do novo planejamento.  Às vezes, a resposta para aquela situação profissional aparentemente sem saída está logo ali na mesa ao lado, a um telefonema de distância.

Referência:http://www.erhnam.com/
Imagem pesquisa google
Publicação e adaptações Dra. Valéria Reani

 

 

Comments are closed.